Ação Fridays for Future

“O que fizermos agora ou não, vai afetar toda a minha vida e a vida dos meus filhos e netos.” Assim disse Greta Thunberg, uma garota de apenas 16 anos, que um dia em Agosto decidiu faltar à aula e se sentar em frente ao parlamento sueco, e, que sem saber, deu início a um movimento juvenil contra a mudança climática de escala global, o ‘Fridays for Future’. 
  Não importa se faz sol, se chove ou se neva, toda sexta-feira Greta Thunberg cruza os arcos do Parlamento Sueco de manhã até a praça de Mynttorget, onde há pessoas a sua espera. Quando chega no local, ela troca algumas poucas palavras com seus apoiadores e pega sua placa de madeira com os dizeres ‘Skolstrejk for Klimatet’, “Greve escolar pelo clima”, e assim ela faz desde Setembro de 2018, e planeja continuar a greve até que as políticas Suecas atuem em conformidade com o Acordo de Paris.
  Apesar de ter 16 anos, Greta aparenta ser mais jovem, isso se deve à uma forte depressão que teve com apenas 11 anos, quando deixou de comer por dois meses e perdeu algo por volta de 10 quilos. Seu pai diz que tudo começou quando ela viu alguns vídeos sobre o tema na escola. O que para alguns foi algo a ser esquecido, para ela foi totalmente impactante. Greta ressalta em seu perfil nas redes sociais que possui síndrome de Asperger, um transtorno do espectro autista que afeta as interações sociais. “Não falo com as pessoas mais do que o necessário […] não é tão difícil, consigo administrar, mas mesmo assim é assustador, todas essas pessoas em volta”, mas isso não a impede de ser uma das pessoas mais influentes do mundo, inspirando milhões de pessoas.
  Observando todos os acontecimentos e a iniciativa da estudante, os alunos da Escola Internacional Van Veen, que já trabalham com a consciência ambiental por meio de projeto voluntário, decidiram se engajar nesse movimento global, e na última sexta feira (29) realizaram um protesto em prol do movimento #schoolstrike4climate, em frente à instituição na Avenida Guadalupe, Jardim América, São José dos Campos.
O protesto é contra a falta de políticas que diminuam os efeitos causados pelo homem. Além do descaso na agricultura com o uso de agrotóxicos. Nossos alunos decidiram se juntar a essa causa, afinal devemos todos garantir condições básicas de vida às gerações futuras.
.
.
.
Clique aqui para ver fotos da ação
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *